Duas jovens ficaram feridas após um motorista atropelar manifestantes durante um ato na marginal da Dutra em São José dos Campos na tarde desta sexta-feira (28). O grupo invadiu a pista na altura do Km 149 por volta das 13h e liberou a via cerca de uma hora depois. O motorista foi preso após perseguição na rodovia. (veja vídeo acima)
Quando o veículo chegou no local da interdição, os manifestantes já haviam ocupado a pista. O motorista tentou avançar, mas o veículo foi cercado. Ele então engata marcha à ré e em seguida arranca sobre os manifestantes. O repórter cinematográfico Wilson Araújo, da TV Vanguarda, registrou o momento do atropelamento.
As mulheres feridas foram socorridas pelo Resgate ao pronto-socorro da Vila Industrial. Elas sofreram escoriações e tiveram alta da unidade à noite.
O motorista que se envolveu no atropelamento foi perseguido e preso por tentativa de homicídio – ele permanece detido neste sábado (29).
À polícia, ele disse que se assustou com a situação e que enfrenta problemas de saúde na família. Segundo a Polícia Rodoviária, ele estava com a documentação do veículo irregular.
Protesto
O grupo de manifestantes tinha cerca de 30 pessoas e seguiu até a rodovia após um ato contra as reformas trabalhista e da Previdência na Praça Afonso Pena, no centro. Eles invadiram a pista marginal da Dutra, no sentido São Paulo, e atearam fogo em pneus para fechar a pista. Alguns manifestantes se deitaram sobre a pista. A pista marginal foi liberada às 14h15.
Durante a manhã, a Dutra já havia sido bloqueada por quase uma hora no trecho de São José dos Campos. A via foi fechada às 7h10, na altura da Refinaria Henrique Laje, no Km 145, e foi liberada por volta das 8h.
Os manifestantes ocuparam as pistas marginal e expressa e queimaram pneus também em protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência. Diversas categorias fazem manifestações nesta sexta-feira em todo país.

Portal G1 Vale do Paraíba e Região. 28/04/2017.

source